Facebook

EMAIL: GERAL@WEBIZZ4U.PT      TELEFONE: 21 404 45 22

Nem tudo o que luz é ouro

São várias as razões mas as principais são as desmesuradas subidas do valor das casas, principalmente em 2017 e 2018, muitas vezes inflacionadas pelo comunicação social, publicitando as inúmeras subidas dos valores de venda e por outro o valor sentimental que os donos das mesmas nutrem por elas.
Em 2019 o mercado parece estar a caminhar para a estabilização, tendo os proprietários que negociar um valor abaixo do que é pedido para que se possa fazer negócio.
Segundo o “DN” em artigo do dia 25 de Fevereiro cujo titulo  é “Casas venderam-se mais depressa em 2018, mas proprietários já estão a baixar preços”, diz precisamente isso “Tempo médio de venda de casas tem vindo a baixar nos últimos anos, mas “hoje há uma maior percentagem de proprietários que já estão a rever o valor para baixo”, adianta a Confidencial Imobiliário.”
Os vendedores já têm consciência que para vender o seu imóvel têm que estar em “preço de mercado”, costumo apresentar nos meus estudos de mercado dois valores indicativos, um para vender rápido, proporcionando uma mais valia no imediato o outro mais dilatado no tempo, podendo a mais valia ser maior mas a venda pode ser muito mais dilatado no tempo.
Embora a liquidez no mercado seja bem superior aos tempos de crise a banca também têm aqui um papel de “travão” condicionando não só o valor das avaliações mas também o valor do empréstimo.
Senhores proprietários vamos lá por as casas à venda…mas com inteligência.